Acrônimo A.M.O.R. é a chave para empresários resgatarem a confiança

acronimo-a-m-o-r-e-a-chave-para-empresarios-resgatarem-a-confianca

Confiança é uma palavra muito importante para impulsionar a produtividade.

Esse sentimento vem da expressão com fé, o desconfiado vive com um pé atrás, com medos e incertezas, o que atrapalha e emperra qualquer movimentação, independentemente da área.

Nesse momento em que estamos vivendo, ninguém sabe o que vai acontecer e, por conta disso, as pessoas estão perdendo o controle, passam a ficar deprimidas, causada pelo medo de não saber como lidar com a situação. A partir desse ponto, perde-se totalmente o controle. Não podemos deixar que esse cenário nos paralise, o que é justamente o que vem acontecendo com muitas pessoas.

Não sabemos o panorama da quarentena, se voltamos em uma semana, um mês ou um ano. Não adianta utilizar esse período para deitar e assistir televisão, como se estivesse em plenas férias, mas sim é preciso aproveitar esse tempo para se preparar e, principalmente, se REINVENTAR. Gostaria de propor uma reflexão: hoje em dia muito se fala sobre imunização, a busca da cura ou vacina efetiva para o vírus, mas o que mais sentimos falta nesse período em que estamos enclausurados é de humanização, falta de afeto, conversas olho no olho. A tecnologia ajuda muito nesses momentos, mas seres humanos (especialmente os brasileiros) sentem falta de contato físico e, no final, nada substitui o toque humano. Se você não trabalha na área da saúde, o ideal é buscar pela humanização para reaver a sua confiança.

Muitos estão agora fora da zona de conforto e isso é natural, o medo faz com que as pessoas pensem nas piores possibilidades. Eu tenho conversado com alguns gestores de diversas empresas nas últimas semanas, e sobre o que eles estão fazendo para engajar os talentos dentro desse cenário. A resposta, na maioria das vezes, é que o engajamento é um caminho de duas vias, além da empresa engajar o funcionário, é importante que o colaborador também esteja disposto a ajudar para que todos saiam dessa crise sem muitos problemas. Esse é o momento de criar novas soluções, propor ideias e inovar.

Separei algumas dicas para ajudar a todos neste momento tão complicado. Para recuperar a confiança, é necessário o AMOR. São elas:

A – Acreditar. Nesse momento, há muitas pessoas desesperadas em casa, esperando que algo aconteça. Sabemos que mais cedo ou mais tarde isso vai acabar, então é preciso acreditar que as coisas vão melhorar. Como diz Simon Sinek, as pessoas não compram o que você faz, mas sim o porquê você faz o que faz. Quando isso acabar, você estará mais preparado para o que vier ou terá apenas passado alguns meses parado e sem estrutura para voltar ao trabalho? Ler notícias é importante, mas é preciso aproveitar esse tempo para se desenvolver. Leia, estude e faça cursos. Muitos estão sendo disponibilizados gratuitamente.

M – Mover. Gosto muito da comparação que o filósofo brasileiro Mario Sergio Cortella faz com os Rolling Stones, a banda de rock que por décadas continua fazendo sucesso. Independente do gênero musical, a duração média do sucesso de uma banda é de cinco anos. O significado de Rolling Stones é pedras rolantes: quando uma pedra fica parada durante uma chuva, ela cria musgo, já as que rolam e se movem não. Ou seja, quanto maior o movimento que você faz, maior a chance de continuar em evidência. Procurar por novos conhecimentos, estudos e até novas amizades ajuda nesse processo.

O – Ousar. Mais do que nunca, a ousadia é importante para seguirmos com sucesso no novo mundo que está por vir. É essencial sair da zona de conforto e ter criatividade para sair desse momento. Há alguns anos,  um padre teve a ideia de se amarrar a milhares de balões com gás hélio e voar pelos ares com a ajuda de um GPS, ele assumiu os riscos, mas quando chegou aos céus, descobriu que não sabia utilizar o aparelho, foi uma aventura para qual ele não se preparou. O que separa esses dois adjetivos é que para ser ousado, é preciso se preparar, entender os processos e como melhorá-los ou inová-los. Meu filho Leonardo, por exemplo, tinha uma aula opcional no colégio sobre como fazer palestras, com nove anos de idade ele se matriculou nessa aula e fez a primeira palestra dele. Uma pesquisa relata que 90% das pessoas tem medo de falar em público. Aplicar para essa aula foi, de certo modo, uma ousadia dele para sair da zona de conforto. Esse é o meu convite para você!

R – Resgatar. Para resgatar a confiança é preciso de outros seres humanos. Nos Estados Unidos, as aulas foram suspensas no dia 15 de março e assim ficarão até o fim de maio quando termina o ano letivo. Num primeiro momento, as crianças ficaram felizes com a notícia, mas depois de alguns poucos dias, passaram a sentir falta dos colegas e todos os demais. Percebendo esse sentimento, os professores da escola da minha filha decidiram fazer a diferença e organizaram uma carreata por todo o bairro para que os alunos entendessem que, apesar do distanciamento social, eles estarão disponíveis para ajudar no desenvolvimento dessas crianças. Isso ajuda no resgate da confiança e fortalecimento nas relações.

Para finalizar essa reflexão, pense nas pessoas em que você mais confia, sua família, amigos, líder religioso etc. Agora pense nas pessoas que você mais ama e você verá que geralmente confiança e amor andam de mãos dadas. Agarre-se no A.M.O.R., resgate sua confiança e seja um ser humano que vai fazer diferente para fazer a diferença no mundo!

Alexandre Slivnik é reconhecido oficialmente pelo governo norte americano como um profissional com habilidades extraordinárias (EB1).

Fonte: Jornal Contábil

Você pode gostar também

Categorias

Arquivos

Comentários

    Menu
    Recomendado
    Terminar o mês escolhendo quais boletos pagar. Essa virou a…